Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

É preciso saber sofrer.

O peito aperta até escorrer a última gota de lágrima...


A sensação é de estar repetindo o passado só para relembrar o que é sofrer. Mas não, pelo contrário, o resultado vem justamente da vontade de arriscar. E, por que não, também, da carência propriamente dita?

O ser humano é carente por si só. Sentimos falta de tudo. Mesmo do que não é extremamente necessário. É simplesmente a falta. O fato de não ter aquilo, ou porque simplesmente não podemos viver somente da nossa própria companhia e essência. Seria um risco. Ou um ato de loucura intencional.

As palavras ainda saem meio distorcidas.  A história é mais ou menos assim...


Um fim e um começo. O dequilibrio.
À procura das emoções mais fortes. Alimentar a própria vontade de surpreender e ser surpreendida. Em quais lugares, em quais corações estaria o risco de viver?

Pela noites passos rápidos. Os corações vazios perabulam pelos bares. Fingem que dançam. Se embebedam pela boca. Os entorpecentes trazem os sonhos para mais perto da realidade. A…