Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011

De concretude.

Imagem
Não dá pra ignorar o fator amadurecimento em uma vida. Por mais jovens, por mais almas que livres. A idade chega. As novas percepções de mundo. É tanta ficha que cai que dava pra fazer uma piscina de fichas, e das grandes. Novos mundos, tantos mundos. Outros quereres. Pois é, muitos outros novos quereres. Talvez velhos, descambando pra realidade tardia, ou bem-vinda seja sua hora. Ainda acredito que nada seja por acaso, inclusive nosso poder de desejar. Na terapia da vida, e na conceitual também, aprendi que falar no plural ou como outrém é se eximir das próprias escolhas. E bom, já não posso mais fazer isso... não devo. Por mais que se viva grupos, um viva aos amigos grupos, sou eu. Minhas escolhas. E tem sido tantas ao mesmo tempo. Não há reclamação, há reflexão, muita. atordohoramente. É uma necessidade imensa que vem para encontro do ser, e não mais do estar. Apesar dos dois se complementarem perfeitamente. É um jorro de "ah, então era isso... ah, então era assim". Senti…

Doe órgãos.

Imagem
Cê me dá seu coração?


De se a gente...

SE ouvir,
recíproco. Se fosse só pra si
teria um "i".

No time to love.

Imagem
tudo que é feito com amor demora. da comida ao sexo.
esse imediatismo que nos cerca, ainda vai nos transformar em humanos frígidos e precoces.
sinta. sem tempo. seu tempo.

De andar para trás.

Imagem
me pego agora feito criança. um colo. cadê? a vida coloca situações sem pedir licença ou sem perguntar se dou conta. choro em silêncio, emudecendo o grito, me banhando em lágrimas, desabo na dor.
a impotência diante daquele que se ama. descobrir que a esperança não é certeza. descobrir que tudo que já foi falado um dia, agora sim, se torna ensinamento.
será que eu sei ser só? será que eu consigo? e se eu não souber viver sem mais, sem ela... como faço? eu queria, eu quero ter a solução em mãos. sobre-vivo com a incerteza de que nada será como antes, e já não é.
primeiro era o incômodo que ocupava as madrugadas, depois a descoberta... e é tanta coisa que vem atrelada a uma dura descoberta. aí vieram as perguntas, as dúvidas e talvez as certezas. a família veio de longe, o processo começou, o cabelo caiu, o choro apareceu, a fé não se sabe se virou ilusão ou realidade.

é dor, angústia, é acúmulo de não saber o futuro, de não poder planejar o futuro como se gostaria, nem ao menos viver o pre…

De metade cheio, metade vazio.

a presença 
nos acostuma
a ter algo 
sempre,
mas que não será 
para sempre.

a falta
nos dá a certeza,
de que
o pra sempre
é sempre
finito.

De enxergar.

Imagem
é impossível negar a existência através de um olhar.




De vontade alheia.

Imagem
desejo o que não é meu.


mas afinal, o que é meu se não minha vontade?meu desejo?





Uma tentativa de Charge ou Change

Imagem
[1] Às vezes acho que sou Deus, gerindo o mundo com post's de revolta...
[2] Tô tentando levar isso para prática, não viver só de palavras, ter atitude...
[3] Hum... ainda tou aqui, sentada.