Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

História ou Desenhando.

. <-
. ->
<-  .  ->
.
.! Certa feita descobri que... [ponto final] pode ser [ponto inicial], e também [ponto de vista]. Ou ainda e simplesmente [ponto]. [Pronto]!

.

ponto final. 
ponto inicial. 
ponto de vista. 
ponto. 
pronto!

Tempestade.

Voltando o tempo atrás (e não atrás do tempo).

Pegou-o pela gola, de jeito. Cara a cara, agora ele não lhe escaparia mais. Podia sentí-lo, cada vez mais próximo... o encontro de suas respirações. Segurou com tanta força aquele pedaço de pano, amarrotando-lhe a camisa, que pensou que fosse enforcá-lo... ou suavemente tocar-lhe com os lábios.

Antes o fizesse, mas parou no meio. Na verdade, apenas imaginara.
Sentiu o arrependimento mesmo antes de cometer qualquer pecado.
Sentiu pelo que não fizera... como pode?
Sentiu e começou a chorar. Um choro calado, depois baixinho, mais tarde compulsivo.  Culpou-lhe e fugiu dalí. Tudo, tudo, tudo culpa dele. Só dele.
Correu desesperadamente, seguiu embalada pelo choro, que agora se tornara repetitivo.
Tentava desvencilhar-se daquele maldito, mas ele a perseguia. Mesmo depois de dias, noites, madrugadas... em casa, no banheiro, na cozinha, no quarto, na cama, nos sonhos, na sua mente. Estava dominada.
Pensava que um dia as lágrimas secariam e esse fardo aca…

Pe(n)sando.

Pensa!
Dispensa?
Diz, pensa.
Pena.
Pé na...?

Palavras Achadas ou Sem mais...

Era como
morfina, estar
embriagada pela
presença. Envolvida pelos
sentimentos e a imaginação.
Flutuando em troca de 
olhares perdidos.
A música fúnebre ao lado
entoava a ação.
Sem pêrdas.
Sem ganhos.
Sem surpresas.
[pág. 1]


Sem querer.
Sem forçar.
Sem viver.
Sem arriscar.
Sem bater.
Sem o sangue correr.
Sem sonhar.
Sem correr.
Sem rir.
Sem chorar.
Apenas sem...
[pág. 2]


L. Oliveira.



[Escrita em 07/12/09 e transcrita 'literalmente' para o mundo virtual em 02/03/10.]