Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

verdade ou consequência

como saber se algo é verdadeiro,  

se nada começa pela verdade?     
e por mais que haja vontade,      


o descobrir é o adaptado:            


                                                      para ser aceito,

                                                                                 jogo do perfeito imperfeito.            

Daquilo que é.

Imagem
- você vê o futuro da gente?
- prefiro viver nosso presente. - um dia a gente vai precisar classificar algo? - qual a diferença?  - em estar nomeado? eu não sei... - a história que estamos vivendo precisa de título para ter mais sentido? - a gente não vai deixar de sentir mais ou menos por isso, vai? - acho que não... - e o futuro? - deixa ele vir no depois enquanto a gente vive nosso agora. - e os planos? as oportunidades? - são nossos agoras brincando de futuro. - e se não acontecerem? - a gente inventa outros! - cê quer ser o meu agora? - eu já sou e você já é. vem ser comigo.


último suspiro

Imagem
          m
         e
          u 

último suspiro

corre da ponta da tua língua
~      e por entre lábios      ~
vem morrer no céu da minha boca,



a maré cura,

Imagem
No mar sua minha bocas temperadas de sal permeiam beijos aquáticos
Em terra firme definimos contatos contratos entrelaçados por nós em mãos dadas sujas de pequenas rochas da mais pura areia
(( já pode mergulhar ? ))

Dentro de Elisa

Imagem
Confiava na crença que ele tinha sobre ela mesma. Acreditava mais em si auto-projetada do que na dura realidade de ser apenas mais alguém. Conhecia muito bem sobre os fins que habitam a vida, e às vezes parecia-lhe que ela própria os provocava, bem como os testava existentes de alguma forma... como se sofrimento prévio pudesse ser menos pior. Sabia do tempo, do contratempo e dos mundos diferentes e habitados. Em sua cabeça vez em quando pousavam traumas conhecidos e um medo de fazer revirar o estômago, mais que as tais borboletas. "- Se não for pra ser escolha (não me permita). Não me permito ser mais uma vez opção.". O cansaço lhe atormentava, como conviver com tamanha angústia fantasma? As pessoas mudam e as intensidades também. Como lidar com o imprevisível de dois mundos ao mesmo tempo tão próximos e diferentes. Medo de não ser ponte, não ser parte, não ser plano, não ser futuro... ser apenas agora fugidio. Que a depender ~ de algum quê ~ poderia ser sim e não. A outra j…

Do princípio

Imagem
saudades de

quando tudo era princípio curiosidadeintensidadeimprevisível
quando tudo era precipitação
semhoratodahorasemintervalo

quando tudo era precipício
desejovontadeemoção
quando não havia medo 
do abismo
somente 
a intenção 
de se jogar

mira

cada vez 
que a gente 
se olha
pára
na pausa
mirando
dentro fora
das reflexões
em moldes convexos
recíprocos de encantamento.

o mais engraçado
é que mesmo parados
os corações tocam
sinfonia improvisada
em ambos
os peitos:
TUm
TUm
TUm.