Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

De ponto de partida.

Imagem
ré começar         engata  acelera                                                         sem freio de ser feliz.

Da prática do sentir.

Imagem
Sem querer ofender as teorias e outros tipos de experiências, mas ainda não inventaram ensinamento melhor do que a prática, e em si. Por mais que a gente conheça, saiba da existência, não há aprendizado melhor se não o viver em nós mesmos, nos nossos contextos de vida: situação, sentimento, tudo na própria pele. É outro tipo de entendimento, de absorção.
Claro que nem em muitos anos de vida poderemos de fato conhecer tudo a fundo, mas às vezes a gente pode simplesmente se encarregar de auto sabotar todas essas experiências que validariam muito mais a nossa existência. 
Desse modo compartilho aqui conclusões práticas dessa minha vida finita.
Eu que costumo me podar no gostar, no amar. Por medo mesmo. De doer, de frustrar, de me comprometer, e me arrepender, e ter que ceder, quando tudo isso acontece naturalmente, sem planejamento. (As contradições, então, são as nossas maiores provas do viver sem estagnar).
E ao mesmo tempo imagino, fantasio, mergulho nas possibilidades, alimento o real e …

Do fim premeditado.

Imagem
Como saber que o final já está fadado mesmo antes de acontecer - Parte 2:

"não importa o que aconteça..."




Já aconteceu.















Parte 1.

De ler futuro.

Imagem
Um cigano urbano leu a minha mão. Descobri que tenho duas vidas.  Na verdade, tenho uma linha da vida, que se tranforma em duas linhas da vida. Está cortada ao meio, uma direção é para o sul, a outra é para o norte.
Há ainda entre elas uma terceira linha, que as liga, mas é tão fina, tão fina, que quase não a enxergo. 
Agora estou em dúvida se nesse meio tempo: começo a criar estratégia de  como me tornar  fênix ou se tatuo uma ponte bem grossa e segura entre elas, no caso de dar alguma garantia...




[Para curiosos como eu, fonte da imagem e dos futuros:  http://pt.wikihow.com/Ler-M%C3%A3o]

dEsistir

Imagem
desertor diz que tô
de tanto ser tô...                                                                         deserto.